Sudeste Asiático – Começando pelo Camboja

 siem-reap-camboja-sudeste-asiatico

Em 2014 realizei o sonho de conhecer o Sudeste Asiático e fiquei simplesmente apaixonada por aquele cantinho do mapa! Amei tudo que envolveu a viagem, desde o povo e os pontos turísticos até os cheiros, temperos, sabores.Que tal me acompanhar por uma viagem pelo outro lado do mundo?

O roteiro foi Camboja – Vietnã – Tailândia. Saímos de Guarulhos num sábado à noite (08/03/2014) e, por causa da distância e fuso horário, chegamos logo cedo na segunda feira (10/03/2014).

Nosso portão de entrada foi Bangkok por motivos estratégicos: passagens boas e  baratas e, a partir de lá, ficaria fácil organizar o resto do roteiro e conhecer uma parte do Sudeste Asiático. Limitamos o passeio aos mencionados países porque, apesar de termos 25 dias para viajar, 3 dias são perdidos entre a ida e a volta para o Brasil, além de querermos deslocamentos mais curtos, baratos e práticos.

Para entrar na Tailândia não foi necessário fazer pedido antecipado de visto, bastou chegar no aeroporto Suvarnabhumi (Bkk) com o cartão de vacinação de febre amarela emitida pela Anvisa, passar pelo Health Control e, em seguida, passar pela imigração normalmente.

O processo todo demora cerca de 1-2 horas a depender da hora que você aterrissar. Apesar disso, é tudo bem simples e eficiente. Suas malas estarão estacionadas no lado da esteira indicada, caso você demore um pouco para passar pela imigração.

A loucura começa quando você segue para a parte de fora do aeroporto…. rs! Brincadeira, é tudo bem simples, basta um pouco de organização (prévia, se possível!) e paciência, pois, assim como você, muitos outros turistas estarão passeando por essa região.

Como íamos para o Camboja por um voo da Air Asia (low cost regional), foi necessário atravessar a cidade para chegar ao outro aeroporto (Don Muaeng – Dmk).

Algumas opções para o trajeto são ônibus/metrô e táxi, mas tem um transfer gratuito para aqueles que comprovam ter passagem saindo do Dmk (ou vice e versa) e ele passa de hora em hora. Pegamos o shuttle bus no portão 3.

20140210_094012-2

Atenção para o tempo, permita-se uma boa folga até o próximo voo. Nosso voo aterrissou às 06h40 e gastamos cerca de 1 hora entre imigração e bagagem. Apesar da promessa de que o transfer demoraria 1 hora e tendo passado pelas vias expressas para transporte coletivo, pegamos um trânsito considerável e demoramos quase 2 horas para fazer o trajeto. Com isso, chegamos no Dmk apenas às 09h50 para pegar o voo às 10h20! Por sorte (ou azar, explico em breve), a Air Asia nos deixou despachar e embarcar….

Após cerca de 2 horas de voo, desembarcamos em Siem Reap, Camboja. O visto de turismo para 30 dias é concedido na hora que passa pela imigração no aeroporto.Tem a opção de pedir antecipadamente, mas nem sei vale o esforço e o gasto extra, salvo se for necessário solicitar o visto por mais de 30 dias (confiram no site oficial).

O custo foi de US$20,00, mas parece que já aumentou para US$30,00. Não precisa fazer cambio para a moeda local. Também foi solicitada uma foto 3×4 (pode ser 5×7), apesar de não ficar no visto no passaporte. Se não tiver a foto, eles tiram na hora pra você, mas cobrando algo em torno de US$1,00 ou US$2,00.

Passado o processo imigratório, seguimos para pegar as malas…. e aí veio a grande surpresa: as malas não foram no mesmo voo que nós! HA! E agora? Aí foi uma loucura pra conseguir achar um funcionário na hora do almoço, explicar o ocorrido, ele também não conseguia contato com a Air Asia no DMK por conta do horário… esperamos mais de hora até descobrir que, possivelmente, nossas malas chegariam no outro voo da empresa (por volta de 19h00)!

O jeito foi pegar o Tuk tuk do hotel que, pacientemente, nos esperou durante toda essa confusão e seguir para o nosso hotel. Optamos pelo MotherHome Boutique e ficamos bem satisfeitos com a localização e qualidade do hotel. Chegando lá fomos recepcionados com um chá gelado delicioso e seguimos para o quarto apenas para tomar um rápido banho e colocar a mesma roupa de manga comprida que usamos na viagem (fuén!).

Na porta do hotel sempre havia tuk tuk disponível e seguimos para o centrinho da cidade para achar um restaurante para o almoço. Com poucas horas úteis no dia, optamos por ir apenas a um museu da guerra (Cambodia War Museum) que fica perto do hotel.

museu-da-guerra-camboja-siem-reapEsse museu fica aberto diariamente de 08h00 às 17h30 e custa US$5,00 para estrangeiros. Como chegamos tarde, não pudemos fazer a visita guiada… mas certamente vale a visita para quem ficará por mais de três dias na cidade! Outra opção interessante é o Museu Nacional, mas não tivemos tempo de conhecê-lo.

Seguimos para o aeroporto na esperança de que as malas tivessem chegado e deu tudo certo! A única coisa estranha, para nós, é que a companhia aérea não se responsabiliza pela entrega da mala… fizemos tudo por conta própria. Mas nada que US$7,00 não resolvessem…

Outro banho, roupa limpa, voltamos para explorar o centrinho da cidade novamente…. cerveja siem reap camboja.jpgEssa cervejinha custou apenas US$0,50! Aliás, reparem que eu menciono preços apenas em dólares… isso porque ficamos apenas 3 dias na cidade e praticamente todos os lugares aceitam pagamento em dólar (e devolvem em dólar tb!). Como não tínhamos noção de quanto precisaríamos trocar, achamos mais prático fazer assim…

massagem-de-peixinhos-camboja-siem-reapDepois de algumas cervejinhas, resolvemos encarar algumas aventuras…. a primeira foi a massagem feita pelos peixinhos…. Se não me engano, custava US$3,00 com direito a uma latinha de cerveja! Certamente vale a experiência! Depois de alguns minutos você até relaxa e dá risada….

Aliás, massagem é algo que não deve ser dispensado no Sudeste Asiático. Tem para todo corpo, apenas partes, na rua, em casas especializadas etc… e o preço é sempre muito convidativo!

Seguimos para a Pub Street, que é a rua mais famosa da cidade… lá você encontra todo tipo de restaurante e bar e tudo sempre muito baratinho! iguarias-aranha-e-cobra-siem-reap-camboja

Pra encerrar a noite (ainda eram umas 21h00, mas já não dava mais pra lutar contra o sono que se acumulava desde o Brasil), fizemos o que todo turista quer fazer, mas poucos criam coragem….

Passamos em uma barraquinha para comer alguns bichinhos estranhos! Flertamos com a barraquinha a noite inteira, vimos vários turistas se arriscando.. mas só mesmo depois de várias cervejas para criar coragem! 😉

Escolhemos uma aranha cozida e um espetinho de cobra. Digamos que a experiência foi …. interessante! Não sei se repetiríamos, mas demos muita risada e valeu a pena!

Anúncios

6 comentários sobre “Sudeste Asiático – Começando pelo Camboja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s